Casa & Família

REFORMAS: COMO EVITAR AS DORES DE CABEÇA DAS OBRAS

REFORMAS: COMO EVITAR AS DORES DE CABEÇA DAS OBRAS

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Mão de Obra

Já contratou os profissionais que vão botar a mão na massa para você? Pediu referências ou visitou outras reformas que eles realizaram? Se ainda não, fica a dica para não ter surpresas no decorrer do trabalho. É também importante acertar previamente os prazos de execução e, se possível, firmar em contrato, afinal, combinado não é caro, certo?

Materiais

Quem está reformando quer agilidade e um dos grandes vilões dos atrasos em obras e reformas é a falta de materiais, o que influencia diretamente a mão de obra do contratado. Para evitar esse desgaste no meio do caminho, prefira sempre material a pronta entrega. Considere a possibilidade de não encontrar o item disponível e estabeleça prazos para a encomenda. Tudo isso deve estar no planejamento e ser acompanhado de perto pelos profissionais. E lembre-se: escolha materiais resistentes, com durabilidade e principalmente qualidade!

Ficar ou não ficar na obra?

Esta é uma dúvida corriqueira. Saio ou não de casa para que as obras possam fluir? A presença da família vai atrapalhar?

Tudo é uma questão de que tipo de obra será feita e qual ambiente será reformado. Caso não seja algo grande e a família passe o dia todo fora, seja no trabalho, escola ou realizando atividades diversas, é possível combinar com os contratados a hora de início e fim dos trabalhos, além, é claro, da limpeza. É importante ressaltar para que lonas sejam utilizadas, bem como toda e qualquer sujeita seja retirada no final do dia e depositada em caçambas. VALE A DICA: não deixe materiais de obras na rua, seja responsável e confira a data que o caminhão da prefeitura de sua cidade passa para retirar os entulhos.

Agora, se a bagunça for grande e tiver crianças na casa, a melhor alternativa é passar o tempo necessário fora. Além de facilitar, evita estresse e problemas de saúde, porque poeira, até o final da obra, não vai faltar!

Lembre-se: reforma mal realizada implica em gastos extras e desgaste emocional. Peça ajuda, considere todas as possibilidades e boa sorte!

Por: Gisele Franchini

 

Inscreva-se em nossa newsletter e receba as novidades em seu e-mail!

NOTA IMPORTANTE:

Cada artigo aqui veiculado tem seu próprio autor, que é o responsável direto pelo conteúdo. 

Veiculamos materiais inspiradores, compartilhando informações, conhecimentos, experiências e pontos de vista. 

Os artigos veiculados no Blog respeitam os conteúdos fielmente, dão crédito aos seus autores e fontes, com total integridade. Caso você queira compartilhá-los, por gentileza adote o mesmo procedimento. As boas práticas inspiram e edificam. 

As imagens usadas foram pesquisadas na internet e algumas são autorais.  Caso você possua os direitos sobre estas imagens, mande um e-mail para contato@centralcolmeia.com.br e podemos colocar os créditos ou substituímos por outras.

Uma sociedade bem estruturada, depende da produtividade de todos. Ao gerar benefícios, de forma produtiva, conquistamos PROSPERIDADE COLETIVA.

Site criado por Renato Miranda